Universidade Federal do Oeste Baiano e aceleradora Cyklo vão apoiar criação de startups do agro

cyklo

 

A inovação tecnológica voltada ao agronegócio ganha novo impulso no Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). A Universidade Federal do Oeste Baiano (UFOB) e a Cyklo Agritech – Aceleradora de Projetos e Startups, primeira empresa do setor a se instalar no município de Luís Eduardo Magalhães, anunciaram um acordo de cooperação técnica para incentivar universitários da região a criarem jovens empresas para desenvolver iniciativas focadas na atividade agropecuária.

A assinatura do acordo foi acertada no último dia 28, durante reunião entre o COO da Cyklo, Aguinaldo Marques, o reitor da UFOB, Jacques Antônio de Miranda, e o diretor do Centro Multidisciplinar do Campus de Luís Eduardo Magalhães (CMCLEM), professor Bruno Motta Oliveira. A cooperação deve ser formalizada entre os dias 14 e 15 deste mês. “O objetivo do acordo é fazer com que a UFOB seja fornecedora de matéria-prima, no caso os universitários. Eles trarão as sementes, ou seja, as suas ideias, para serem germinadas e cultivadas dentro da aceleradora”, diz o COO da Cyklo. “A proposta visa a transformar a academia em fonte de originação de startups em Luís Eduardo Magalhães e na região.”

Em contrapartida, informa Marques, a aceleradora oferecerá às startups toda a sua expertise e apoio financeiro para o desenvolvimento dos projetos focados no agro. “Os universitários terão à disposição professores especializados, um centro de inovação, mentoria, network, coach e acesso aos produtores. Enfim, contarão com toda a infraestrutura para colocar em prática ideias que estejam 100% inseridas no universo das agritechs.”
O executivo da Cyklo destaca ainda a intenção da direção da UFOB em ser protagonista do processo de originação acadêmica de startups do agro na região. Marques adiantou ainda que a ideia é buscar outras parcerias, como, por exemplo, a da Universidade Federal do Maranhão.

Mercado de produção agrícola

“A parceria com a Cyklo representa o estabelecimento de um caminho a ser trilhado para efetivação de nosso sonho acadêmico de aplicar no mercado de produção agrícola as ideias inovadoras fruto de distintas linhas de pesquisa desenvolvidas por nossos professores e estudantes pesquisadores dos cursos de engenharia de biotecnologia e engenharia de produção”, pontua o diretor do CMCLEM.
Na avaliação do professor Bruno, a cooperação permitirá que os cinco campi da UFOB possam facilitar o surgimento de startups sólidas, evitando o desaparecimento precoce delas. Para tanto, observa ele, as ideias inovadoras serão submetidas a um rigoroso controle de qualidade sobre sua viabilidade no mercado agritech.

“É uma oportunidade de aprender e praticar inovação e empreendedorismo paralelamente ao aprendizado técnico-científico”, reforça o diretor do CMCLEM, acrescentando que a parceria empresa-escola deve trazer resultados positivos para o agro de Luís Eduardo Magalhães, da região oeste da Bahia e do Matopiba.
Luís Eduardo Magalhães é uma das cidades-polos do Matopiba, destacando-se como grande produtora de algodão, milho e soja, além de ter uma pecuária moderna. Também é referência nacional em inovação, o que levou um grupo de investidores a escolhê-lo para instalação da Cyklo, que ocupa uma área de 722 metros quadrados no centro do município.

Topo